Documentário cearense analisa as temporalidades presentes no sertão

O Tempo Inhamuns

Em 2013, a psicóloga e pesquisadora Dauana Vale desenvolveu o documentário “O Tempo Inhamuns”. O  projeto comprova como a rotina imposta pelos padrões sociais e horários depende da realidade e localização do indivíduo. Formada em Psicologia pela Universidade de Fortaleza (Unifor), a pesquisadora é membro do laboratório de estudos sobre ócio, trabalho e tempo livre (Otium). Natural de Tauá, suas pesquisas se direcionaram, desde 2012, à região dos Inhamuns, sertão cearense, onde o curta foi gravado.

A intenção do projeto é demonstrar que existem diversas maneiras de lidar com as temporalidades cotidianas que não somente aquelas sugeridas pelo modo de viver nos centros urbanos contemporâneos. Esse pensamento permanece forte em cada entrevista que é apresentada, introduzindo personagens com estilo de vida simples e sustento advindo, muitas vezes, de trabalhos manuais e da natureza. Você pode assistir ao filme neste link.

O meio natural, inclusive, mostra-se um elemento importante para a vida na zona rural dos Inhamuns. Caça, pesca e criação de animais são as principais atividades dos moradores da região. Diferente da correria presente às grandes cidades, os entrevistados comprovam a autodeterminação de horários, com o Sol e as paisagens substituindo marcadores de tempo, tais como relógios e calendários. Dessa forma, a impressão é sempre de que o tempo passa depressa e de forma despercebida.

%d bloggers like this: