Filme inédito de Petrus Cariry integra competição do Festival do Rio

Clarisse ou Alguma Coisa Sobre Nós Dois - Divulgação (3)crop

O cineasta cearense Petrus Cariry exibirá pela primeira vez “Clarisse ou Alguma Coisa Sobre Nós Dois” durante o Festival do Rio 2015, que acontece de 1º a 14 de outubro na capital carioca. O longa-metragem, que encerra a Trilogia da Morte após “O Grão” (2007) e “Mãe e Filha” (2011), integra a Première Brasil Novos Rumos, destinada a diretores que expressam novas linguagens e caminhos do cinema.

“Clarisse ou Alguma Coisa Sobre Nós Dois” acompanha a estranha relação entre filha e pai, interpretados por Sabrina Greve e Everaldo Pontes. Morando recluso na serra de Maranguape, município cearense, o velho e doente Samuel recebe a visita da filha. Entre os dois, as questões relativas aos negócios de família, tocados em Fortaleza pelo marido dela, logo serão invadidas por acontecimentos sombrios do passado. Além de Petrus, o roteiro tem colaboração de Rosemberg Cariry e Firmino Holanda.

No longa, as tensões se estabelecem aos poucos. “Sempre tenho um prazer muito grande em fazer filmes com os enquadramentos estudados e com a preparação da mise-èn-scéne, dos tempos mortos a serviço do filme. Fiz isso justamente para convidar o espectador a essa experiência sensorial. Quando o espectador menos imagina, ele é tomado pela narrativa tensa, que no caso de “Clarisse ou Alguma Coisa Sobre Nós Dois” é um drama com o verniz do cinema fantástico, que eu tenho tanta admiração”, afirma o diretor.

O Festival do Rio foi criado em 1999 a partir da junção entre a Mostra Banco Nacional e o Rio Cine Festival, eventos que faziam parte do calendário cultural da cidade desde os anos 1980. De lá para cá, o Festival se firmou como um dos mais importantes do mundo e destino obrigatório para os principais destaques cinematográficos do ano.

Ficha Técnica
Título: Clarisse ou Alguma Coisa Sobre Nós Dois
Diretor: Petrus Cariry
Formato: Longa-metragem − Ficção − Cor − Digital
Duração: 85 minutos
Ano: 2015
Estado: Ceará
Faixa etária: 16 anos
Som: Dolby Digital
Elenco: Sabrina Greve, Everaldo Pontes, Verônica Cavalcanti e David Wendefilm
Produção executiva: Bárbara Cariry e Petrus Cariry
Direção de produção: Teta Maia
Roteiro: Rosemberg Cariry, Firmino Holanda e Petrus Cariry
Fotografia: Petrus Cariry
Montagem: Firmino Holanda e Petrus Cariry
Som direto: Danilo Carvalho
Desenho sonoro e mixagem: Érico Paiva (Sapão)
Direção de arte: Sérgio Silveira
Figurino: Diogo Costa
Trilha sonora original: Herlon Robson

Sinopse curta:
A árida pedreira e a floresta que ainda pulsa. Um pai muito doente revê a filha. Ressentimentos são postos à mesa. A memória dos mortos, despertada por objetos, sombras e sonhos, afeta Clarisse nesse cenário de beleza e agonia. Seu marido e os negócios a esperam na cidade.

Anúncios
%d bloggers like this: