Conheça os premiados da 8ª edição do Curta Taquary

Uma Familia Ilustre Beth Formaggini Curta Taquary

O 8° Curta Taquary exibiu 165 filmes de 17 estados brasileiros e 25 países em Taquaritinga do Norte, no agreste pernambucano. O Festival contou com as mostras competitivas: Mostra Dália da Serra, Mostra Nacional e Mostra Primeiros Passos, além de 12 mostras paralelas, entre elas, Olhar Feminino, Curtas Fantásticos e Diversidade. Os grandes vencedores foram “Gangarras”, dos Alunos do Educandário Coração de Jesus, na Mostra Dália da Serra, “Uma Família Ilustre” (foto), de Beth Formaggini, na Mostra Competitiva Nacional, e “Contínuo”, de Odécio Antonio e Carlos Ebert (PB).

Lista completa de premiados:

Mostra Competitiva Dália da Serra:
Melhor Roteiro: O Bicho do Buraco (ES)
Melhor Fotografia: Gangarras (PE)
Melhor Edição: Alguma Coisa na Vida (BA)
Melhor Ator: Everton Dias, pelo filme De Ponta Cabeça (PE)
Melhor atriz:  Camila Gomes, pelo filme Ausência
Melhor Direção: Gangarras (PE), dos Alunos do Educandário Coração de Jesus
Melhor Filme: Gangarras (PE)
Menção Honrosa: Do lado de Fora (PE), Sobre Duas Rodas (PE) e O Meu Recomeço (RN)

Mostra Competitiva Nacional
Melhor Roteiro: André Novais, pelo filme Quintal (MG)
Melhor Direção de Fotografia:  Fernando de Mello, pelo filme Atotô (RJ)
Melhor Montagem: Marcelo Coutinho, pelo filme Cumieira (PB)
Melhor Ator:  Norberto Novais, pela atuação no filme Quintal (MG)
Melhor atriz:  Maria José Novais, pela atuação no filme Quintal (MG)
Melhor Direção de Arte: Tarântula, de Aly Muritiba e Marja Calafange (PR)
Melhor Som: Lortolin, pelo filme Command Action, de João Paulo Miranda (SP)
Melhor Trilha Sonora: João Heleno dos Brito, de Neco Tabosa (PE)
Melhor Diretor: André Novais, pelo filme Quintal (MG)
Melhor Filme: Uma Família Ilustre, de Beth Formaggini (RJ)

Mostra Competitiva Primeiros Passos
Melhor Som: Alexandre Rogoski, pelo filme Tereza (PR)
Melhor Trilha Sonora: À Festa. À Guerra (RJ)
Melhor Edição: Mauricio Baggio, pelo filme Tereza (PR)
Melhor Direção de Arte: Lais Araujo, pelo filme Tempo é Morfina (SP)
Melhor Direção de Fotografia: Ayrton Moraes e Hugo Ramos, pelo filme Íncubo (PE)
Melhor Roteiro: Maurico Baggio e João Marcelo Gomes, pelo filme Tereza (PR)
Melhor Ator: Odécio Antonio, pelo filme Contínuo (PB)
Melhor Atriz: Louise de Lemos, pelo filme A Hora Azul (RJ)
Melhor Direção: Humberto Carrão, pelo filme À Festa. À Guerra (RJ)
Melhor Curta Metragem: Contínuo, de Odécio Antonio e Carlos Ebert (PB)
Menção Honrosa: Me, de Rafael Dayon (PE)

Mostra Olhar Feminino
Melhor Filme: A Pedra, de Adriana Rodrigues (GO)

Mostra Curtas Fantásticos
Melhor Filme: O Céu Sobre os Teus Ombros, de Luiz Maximiano (SP)

Prêmio Diversidade
Melhor Filme: Submarino, de Rafael Aidar (SP)

Melhor Curta Metragem Júri Popular
João Heleno dos Brito, de Neco Tabosa (PE)

Prêmio Cineclubista de Mellhor Filme Para Reflexão
Uma Família Ilustre, de Beth Formaggini (RJ)

Prêmio Associação Brasileira de Documentaristas e Curtametragistas/Associação Pernambucana de Cinema (ABD/APECI)
Mostra Competitiva Nacional – Atotô, de Bruno Laet (RJ)
Mostra Competitiva Primeiros Passos – A Hora Azul, de Giovani Barros (RJ)
Mostra Competitiva Dália da Serra – Alguma Coisa Na Vida, do Coletivo audiovisual de Luís (BA)

Anúncios
%d bloggers like this: